Terça, 25 de Setembro de 2018

Notícias

Segurança eletrônica para empresas de factoring e FIDC - Backup

11/08/2017 - Tecnologia

Em nosso mercado, o tema segurança sempre foi um dos mais abordados pelos empresários do ramo. O grande interesse pelo assunto se dá, em boa parte, por ser um tema muito amplo, que envolve questões bem distintas, mas igualmente estratégicas.

No quesito segurança, cada área tem sua importância. No crédito, são de extrema relevância as medidas de segurança no processo de aprovação e liberação das operações de antecipação de recebíveis, a fim de minimizar o risco e combater as fraudes. Na área técnica, decisões sobre infraestrutura e política de backup garantem a segurança dos dados da empresa.

Acompanhando o dia a dia dos empresários, percebemos, de forma preocupante, que nem todos dão a devida importância à política de backup. Costumo dizer que na vida só não há solução para duas coisas: a morte e a ausência de backup. No fundo, é isso mesmo: a ausência de backup, numa situação crítica, pode representar a morte da empresa. É claro que esse descaso pelo seu próprio patrimônio se dá por parte de uma minoria, de uma forma até ingênua, mas perigosa.

Atuando no ramo há mais de 20 anos, já vivenciei algumas situações onde a ausência de backup, diante de uma situação crítica como, por exemplo, a interrupção do funcionamento de um servidor de dados, por conta de um disco danificado ou outro motivo qualquer, deixa todos os técnicos de mãos atadas no ato da restauração da normalidade. Num caso extremo, os dados são irrecuperáveis e perde-se todo o histórico da empresa.

Outra situação vivenciada em momento crítico, não foi a ausência de backup, mas a disponibilidade de um backup muito antigo e desatualizado. Ou seja, o empresário se certifica que o backup está sendo executado, mas não se preocupa com a conferência detalhada de data e hora de execução ao menos do último backup, assim como um olhar mais apurado para o tamanho (seria no mínimo estranho se de um dia para o outro o tamanho do arquivo de backup diminuísse, salvo casos em que há algum tipo de limpeza prévia de dados). Nesse caso, é possível restaurar o backup, mas perdem-se dias de trabalho para reinserir as informações desde a data do backup restaurado até a data presente.

A seleção de fornecedores que o auxiliarão na política de backup é fundamental para prover segurança para a sua empresa. A falta de tempo no dia a dia com foco em fazer negócios e a preocupação em buscar menores custos operacionais por vezes levam o empresário à escolha errada e a uma assessoria de segurança de baixa qualidade, com pouca preocupação com as questões de segurança mais sensíveis da empresa. É necessário dar mais atenção às questões críticas da empresa.

Algumas dicas para a política de backup:

- Definir quem serão os responsáveis (ao menos duas pessoas internas com cargo de confiança).

- Aprender os processos de backup manual e automático, com os responsáveis pela infraestrutura ou pelo sistema de gestão;

- Conferir a execução diariamente (no mínimo data, hora, tamanho do último backup).

- No mínimo uma vez por mês, restaurar o backup numa base de dados auxiliar.

- Se o servidor estiver localizado dentro da sua empresa, SEMPRE levar uma cópia do backup para fora da empresa (fisicamente, residência ou terceiros de confiança, ou copiar o backup para algum servidor na web).

- Se o seu sistema de gestão estiver rodando na “nuvem”, trazer uma cópia do backup para dentro da sua empresa;

- Nunca sobrescrever o backup, ou seja, guardar várias instâncias: último dia, dias anteriores, semana anterior, mês anterior, ano anterior.

- Documentar a política de backup.

Infelizmente, muitos só percebem a importância do backup quando se deparam com um problema de interrupção dos servidores que, eventualmente, de fato ocorre. As informações históricas são perdidas e com elas dinheiro, saúde, negócios, e dias com retrabalho.

Portanto, estabelecer uma política de backup e mantê-la documentada, auditada e acessível junto aos responsáveis é um trabalho contínuo e fundamental para a sobrevivência da sua empresa.

Ricardo Gruber Bernstein é sócio fundador da RGBsys Consultoria de Informática, empresa especializada há mais de 20 anos em soluções, sistemas de gestão e consultoria para Factoring e FIDC. Atua como gestor administrativo/financeiro e novos negócios. Formado em engenharia de computação pela PUC-RJ em 1993, atua no ramo desde 1990.

http://www.sinfacsp.com.br/noticia/seguranca-eletronica-para-empresas-de-factoring-e-fidc-backup

Compartilhe: